Com um faturamento de R$101,7 bilhões, o setor brasileiro de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC) registrou um crescimento de 11% em 2014, comparado aos R$91,9 bilhões em 2013, revelou a ABIHPEC (Associação Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos).

iStock_000001355631Small

 

 

 

 

 

 

 

 

Alguns Fatos Relevantes

– A indústria brasileira de cosméticos tem papel fundamental na economia do país, promovendo oportunidades de trabalho para 4,8 milhões de pessoas e representando mais de 1,8% do PIB nacional;

– O Brasil é o o 1º consumidor mundial de Perfumaria Fina, desde 2011, e o 2º nas categorias de produtos masculinos, infantis e para cabelos e o 3º maior mercado consumidor de cosméticos e produtos ligados à beleza do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e China.

Estatísticas por categoria de produtos HPPC (Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos.)

– O segmento de Perfumaria Fina movimenta um mercado de mais de R$17,1 bilhões;

– O mercado de Desodorantes tem faturamento de R$11,5 bilhões;

– O setor de Produtos Infantis alcançou faturamento de R$4,5 bilhões, obtendo crescimento de 14%.

– O segmento de Produtos Masculinos representa quase 11% do consumo total de HPPC no Brasil, tendo dobrado nos últimos cinco anos e faturado R$11,1 bilhões ano passado.

Para a ABIHPEC, o desempenho do setor no último ano também está intimamente associado ao fato de ser representativo em todas as faixas sociais, inclusive nas classes mais baixas (D e E). Além disso, há a importância dos produtos de HPPC na vida dos consumidores, como item fundamental para hábitos de saúde e bem-estar, impactando na qualidade de vida das pessoas.

(Fontes: ABIHPEC, Euromonitor)